Açaí, Mandioca, Maniva, Tucupi e Jambu: culinária do Pará é celebrada no concurso gastronômico “Alimentando nossa Cultura”

Ingredientes do estado mais populoso da região norte serão os protagonistas desta competição nacional valendo prêmios no valor de R$ 10 mil; inscrições abertas até 31 de agosto.

Concurso gastronômico Alimentando nossa Cultura

O Centro Cultural do Alumínio (CCAL), localizado na cidade de São Paulo-SP, está com inscrições abertas até o dia 31 de agosto para a primeira edição do  concurso nacional de gastronomia “Alimentando nossa Cultura”. A competição tem como enfoque a riqueza, sabor e criatividade da culinária brasileira, com ênfase no estado do Pará. Entre os ingredientes mais queridos e tradicionais utilizados pelos paraenses, estão o açaí, cacau, castanha do Pará, cupuaçu, peixes de água doce como o Filhote, mandioca e suas derivações como o tucupi e a tapioca, entre muitos outros. 

Publicidade

Uma realização do Centro Cultural do Alumínio (CCAL), do Ministério da Cultura – Lei de Incentivo à Cultura, o concurso “Alimentando nossa Cultura” tem como propósito valorizar a diversidade culinária brasileira e, em especial, os ingredientes do Pará e sua contribuição para a gastronomia do país. 

Com suas raízes profundas na cultura amazônica, a culinária do Pará é uma fusão única de influências indígenas, africanas e portuguesas. Reconhecida por suas típicas preparações exóticas, mantém as tradições históricas que formam sua identidade cultural, por meio de receitas regionais como a Maniçoba, Tacacá, Tucupi entre outras provenientes da biodiversidade amazônica. 

Como exemplos dessa biodiversidade, é possível citar o açaí, a mandioca, a maniva, o tucupi e o jambu. O açaí, fruto de uma palmeira muito comum no Norte, de coloração roxa, é popularmente conhecido no Brasil e consumido em preparações doces como sorvete ou suco. Já no Pará, o consumo característico da região é o alimento puro e gelado, sem ser adoçado, acompanhado da farinha de tapioca granulada. A mandioca, um alimento tradicionalmente utilizado na culinária indígena, possui destaque na gastronomia paraense por suas inúmeras derivações, como a maniva – uma massa escura preparada a partir do cozimento das folhas de mandioca brava por 7 dias, sendo o ingrediente base principal para o preparo da Maniçoba – e o tucupi, espécie de molho extraído da mandioca, conhecido por sua acidez e aroma exótico. Além disso, em sua versatilidade, o tubérculo dá origem a diversas variações de farinhas como a tapioca, goma de mandioca, farinha d’água e farinha de carimã. 

Já o jambu, também conhecido como agrião do Pará, uma planta que apresenta propriedades medicinais, é um alimento típico da culinária amazônica com sabor exótico, que proporciona uma sensação única de leve dormência e formigamento nos lábios quando consumido. Por essas características sensoriais, o jambu também ficou conhecido até mesmo no meio musical, com a famosa frase “o jambu treme”. 

Publicidade
O concurso Alimentando nossa Cultura tem como propósito valorizar a diversidade culinária brasileira e, em especial, os ingredientes do Pará e sua contribuição para a gastronomia do país. - Foto: Divulgação
O concurso Alimentando nossa Cultura tem como propósito valorizar a diversidade culinária brasileira e, em especial, os ingredientes do Pará e sua contribuição para a gastronomia do país. – Foto: Divulgação

Celebrando a cultura gastronômica 

O estado do Pará, conhecido como a “terra do açaí”, possui uma rica cultura gastronômica que reflete a abundância de ingredientes naturais. A Floresta Amazônica e o Rio Amazonas proporcionam um cenário extremamente propício para a culinária local, com uma variedade de ingredientes como peixes de águas doces e salgadas, frutas e especiarias, preservando e valorizando a sobrevivência dos costumes originais. 

Além da emoção de competir e apresentar suas criações, os participantes do concurso “Alimentando nossa Cultura” terão a chance de ganhar prêmios em dinheiro no valor de R$ 10 mil. Para participar, basta ler o regulamento e preencher o formulário de inscrição entre os dias 24 de julho e 31 de agosto no site do próprio concurso, escolhendo a categoria desejada para submeter as receitas. É necessário escolher uma receita típica de qualquer região do Brasil, acrescentar de forma criativa e saborosa a combinação de ingredientes autênticos do Pará, e durante o preparo da receita ou para compor a montagem da apresentação final da preparação escolhida, é preciso que seja utilizado um ou mais utensílios de alumínio. Além disso, os participantes devem enviar uma fotografia principal para apresentar a receita finalizada incluindo o utensílio de alumínio escolhido como decorativo da foto, e ainda é opcional incluir mais fotos que documentem o processo de preparação.

Para a premiação, será escolhida uma receita de cada uma das 6 categorias participantes: Região Sul, Região Sudeste, Região Centro-Oeste, Região Nordeste, Região Norte e Menção Honrosa – que conta com o município de Barcarena, Abaetetuba e Paragominas-PA. No total, serão 6 premiados, cada um com o valor de R$10 mil, troféu, certificado de participação, presença na exposição e menção no catálogo de receitas. 

Publicidade
Celebrando a cultura gastronômica  - Foto: Divulgação
Celebrando a cultura gastronômica  – Foto: Divulgação

Sobre o Centro Cultural do Alumínio

O CCAL é um espaço público, multidisciplinar que busca fomentar a cultura do alumínio promovendo a informação através de uma série de ações que englobam exposições, oficinas, palestras, workshops e um completo acervo. O local é situado na Avenida Dr Cardoso de Melo, 1308, no 4º andar, Conj.42 – Vila Olímpia (SP). A visitação é gratuita e funciona de segunda a sexta, das 09:00 às 12:30 e das 13:30 às 18:00  

Para mais informações, acesse o site: https://www.alimentandonossacultura.com.br/

 

Publicidade

Tudo sobre: