Os alimentos “fit” são realmente mais saudáveis?

O AnaMaria Receitas vai te contar a verdade sobre os alimentos fit e se realmente eles são mais saudáveis que os tradicionais. Venha conferir!

Os alimentos “fit” são realmente mais saudáveis? - Foto: Pixabay

Quem nunca comprou algum alimento fit,  com a intenção de ser mais saudável, que atire a primeira pedra! Afinal, esses produtos que parecem ser milagrosos, na verdade podem ser uma cilada se você está buscando uma alimentação mais saudável ou até mesmo o emagrecimento. 

Publicidade

Para ter um estilo de vida mais saudável é necessário aliar a prática de exercícios físicos com uma alimentação rica em nutrientes e alimentos naturais. Entretanto, se você compra produtos industrializados, é necessário se atentar ao rótulo e a lista de ingredientes daquele alimento, principalmente se o produto diz ser “fitness”. 

Nos últimos anos, os produtos considerados fitness ganharam muita popularidade com a promessa de serem mais saudáveis do que os tradicionais. Vemos esses produtos serem divulgados nas mídias pelos blogueiros e influencers do mundo fit, que acabam induzindo seus seguidores a comprarem produtos que, muitas vezes, não cumprem com o que prometem. 

Por isso, o AnaMaria Receitas vai te contar se os alimentos fit são realmente mais saudáveis, e se vale a pena substituir os outros alimentos sem prejuízo nutricional. Confira! 

Primeiramente, aprenda a ler os rótulos dos produtos! 

Você tem costume de ler o rótulo dos alimentos industrializados que compra no mercado? Se você não tem esse costume, comece a aplicar na sua vida, pois é importante entender o que você está consumindo, principalmente quando falamos dos alimentos fit, é com esses produtos que devemos tomar muito cuidado! 

Publicidade

Para ter certeza se esse produto fit é realmente saudável, é importante aprender a ler o rótulo, mas, se você não sabe, confira aqui como ler o rótulo corretamente. 

Agora, que tal conferir alguns alimentos que parecem ser fit, mas não são?

Biscoitos fit

Você que busca uma alimentação mais saudável, ou o emagrecimento, já deve ter escutado falar sobre ou experimentado um biscoitinho fit. De primeira, esses biscoitinhos parecem inofensivos, mas ao analisar a tabela nutricional e a lista de ingredientes, você vai se deparar com uma quantidade exagerada de ingredientes que compõem esse alimento, além de muito açúcar, gordura vegetal e conservantes. 

Publicidade

Se você já experimentou alguma bolacha dessa, já deve ter notado que a saciedade não permanece por muito tempo. Em poucas horas a fome bate de novo. 

A nutricionista Luiza Pioner explicou, no podcast “Nutrição sem filtros”, que um pacote dessas bolachas fit podem ser substituídas por 11 fatias de pão, quando comparado às calorias. “Não se apegue só a calorias, mas sim quanto que aquilo vai preencher seu estômago”, concluiu a nutricionista.

Ao compararmos 30g da versão fit com 30g de uma bolacha recheada, nos deparamos com quantidades parecidas de calorias, carboidratos, proteínas e gorduras. “Muitas vezes a pessoa fica se cobrando porque comeu um biscoito recheado, quando na verdade deu na mesma. É só porque o marketing do produto faz com que ela idealize que aquele produto é fit, então, aquele pode ser consumido. E na verdade não.”, reforçou Luiza. 

Publicidade

Por isso, a sugestão é preparar seu próprio biscoito, que além de ser mais gostoso, é saudável e nutritivo. Que tal essa opção de cookie de amendoim com aveia?

Cookies de amendoim e aveia
Cookies de amendoim e aveia

Iogurtes fit

Outro produto que na primeira impressão parece inofensivo, mas, a lista de ingredientes pode te surpreender, são os iogurtes denominador fit.

Normalmente, os danones que prometem ser fit, na verdade escondem em seus rótulos muito açúcar, conservantes e corantes. Ingredientes que não são boas opções quando falamos de alimentação saudável.

Publicidade

Por isso, opte por comprar iogurtes naturais, com poucos ingredientes. Quando for consumi-los, a dica é adicionar uma fruta, um adoçante ou até mesmo uma granola, que dará um sabor a mais e você poderá consumir um produto realmente saudável! 

Produtos sem glúten

Você já caiu no mito do alimento que promete ser mais saudável por não conter glúten? Se sim, saiba que você caiu numa cilada.

Se você não for uma pessoa celíaca, ou seja, intolerante ao glúten, não tem necessidade de realizar essa troca.  Os alimentos “glúten free” podem ser ricos em açúcares, corantes, gorduras e possuem menos fibras e proteínas se comparados aos pães integrais. 

A nutricionista Mariana Kutter reforçou no podcast “Nutrição sem filtros” a importância de ler o rótulo dos produtos: “Sempre fiquem atentos aos rótulos, isso é muito importante, pois dá uma autonomia alimentar enorme. A indústria alimentícia vai estar sempre procurando as dores das pessoas no momento de lançar produtos. Então, se a moda for alimentos sem glúten, porque as pessoas acham que é mais saudável, a indústria obviamente vai se aproveitar desse momento para criar produtos sem glúten.”  

Os alimentos sem glúten viraram febre prometendo ser mais saudáveis - Foto: Pixabay
Os alimentos sem glúten viraram febre prometendo ser mais saudáveis – Foto: Pixabay

Produtos sem lactose

O mesmo mito do glúten serve para lactose. Se você não possui algum tipo de intolerância, não tem porque investir nesses produtos. 

Segundo Mariana, ainda no podcast sobre nutrição, os alimentos sem lactose não vão auxiliar no emagrecimento, o que vai te emagrecer é a redução calórica.

O básico funciona! 

Portanto, para quem busca uma alimentação mais saudável, ou emagrecimento, a maioria dos produtos fit não são uma boa escolha, e sim os alimentos in natura ou minimamente processados. O Guia Alimentar para a População Brasileira do Ministério da Saúde recomenda produtos como, frutas, legumes, verduras, cereais e castanhas. 

Mas, caso você prefira produtos industrializados, principalmente pensando em dias corridos, leia o rótulo, e não se esqueça: quanto menos alimentos na lista de ingredientes, melhor! 

O básico funciona. Opte por alimentos in natura! - Foto: Pixabay
O básico funciona. Opte por alimentos in natura! – Foto: Pixabay